CCXP 2018 | Sony traz surpresas em painel com Tom Holland, Tessa Thompson e Jake Gyllenhaal

A CCXP 2018 acabou e após 5 dias muito corridos, podemos dizer com toda certeza – pelo menos na minha opinião – que o melhor painel, pela segunda vez, é o da nossa querida e amada, Sony Pictures.

Esse ano fomos apresentados a um stand com temas de; MIB: Internacional, Homem-Aranha: Longe de Casa e Escape Room, onde alguns deles tinham uma interação ou apenas estava ali para a galera tirar uma foto. As filas eram bem grandes, mas rápidas, já que a galera que cuidava das ativações tinha todo o cuidado e dinâmica para não deixar ninguém esperando muito tempo na fila que sempre estava se formando.

Dois destaques em especial para a área do Homem-Aranha, onde dentro do túnel tínhamos exclusivamente os uniformes do próximo filme, então você precisava participar da experiência para ver aquelas maravilhas de uniformes novos. E segundo a ativação de MIB, onde quem trabalhava por lá estava com uma roupa de alien, podemos ver que ninguém pode superar essa. Com roupas que pareciam feitas de borracha e muito bem feitas, podíamos entrar no clima de uma nave, que após colocar o óculos seriamos levados para algum lugar diferente e que em seguida teríamos nossa memória apagada.

E agora vamos ao painel. Acredito que muitos não estavam levando muita fé em seu painel – mesmo sabendo que no ano anterior a Sony já havia brilhado com grandes surpresas – mas será que ela conseguiria tal feito novamente? E a resposta é definitivamente SIM!

Tessa Thompson e o MIB pelo mundo!

Começamos com tudo falando um pouco sobre MIB: Internacional, onde todos esperavam apenas alguma cena ou quem sabe um trailer, mas começamos a apresentação com um vídeo onde Tessa Thompson e Chris Hemsworth mandam uma mensagem para o evento, falando que infelizmente não poderiam estar lá para desfrutar do evento com os fãs. Até que então temos a maravilhosa, Tessa entrando no palco e simplesmente as pessoas não conseguiam parar de aplaudir, e digo com tranquilidade que eu era uma dessas pessoas. Esbanjando carisma e sendo de humor, Tessa falou sobre o que se trataria o novo MIB, a sua conexão com os anteriores e sobre sua personagem. E não demorou muito para nos mostrar também um trailer, onde já sentimos aquele gostinho de quero mais.

No trailer vemos quem serão os novos agentes e sua missão, contanto com agentes dos EUA, Londres e até mesmo do Brasil. Entendemos o tom de comédia que o longa irá trazer, sendo semelhante aos passados, com ótimas tiradas e cenas de ação com armas grandes e prateadas, e obviamente sem se esquecer dos aliens que todos nos amamos nos filmes do MIB.

Adam Robitel e a fuga em “Escape Room”!

Logo em seguida levamos mais um soco, onde nele entra no palco o gênio por trás de Escape Room, Adam Robitel. O diretor falou sobre a ideia para o filme, um pouco do mercado do Escape e como poderia ser isso em um filme e as gravações das cenas que eram intensas e precisavam trazer uma carga emocional enorme, para que o público se identificasse com os personagens da trama.

O trailer já havia sido lançado faz um tempo, mas o diretor não perdeu tempo e trouxe uma pequena cena, onde poderíamos entender o suspense e os problemas psicológicos que teríamos ao sair da sessão quando o longa estivesse nos cinemas.

Nela vemos Ben (Logan Miller) caindo do teto para uma espécie de biblioteca ou sala de leitura. Com o tempo rodando, vemos que a porta parece ter uma espécie de código numérico, mas que apenas decifrando algum tipo de verso ou texto, seria possível saber a senha e se libertar do ambiente. O suspense é totalmente psicológico, onde não conseguimos ficar parados na cadeira sem sentir uma brisa claustrofóbica em nossa orelha, que nos sentimos no lugar de Ben e até podemos torcer para que ele saia vivo da sala.

Créditos: CCXP/ I Hate Flash

As casas de escape são muito conhecidas e frequentadas no Brasil, onde testamos nossas habilidades de fuga e precisamos fugir no ambiente em 60 minutos. No caso do filme é tudo um pouco mais complexo que isso. O filme pelo que parece terá uma pegada meio, Jogos Mortais onde o personagem tem alguma culpa muito grande ou até mesmo “trauma”, e quem as coloca ali deseja apenas ajudar ou até mesmo punir por seus atos. “Cada personagem é um mistério e o motivo pelo qual eles estão reunidos também“, disse Robitel.

Acredito no sucesso que Escape Room pode fazer nos cinemas, com os elementos que todos os amantes desse nicho cinematográfico vão amar; contaremos com o suspense, alto conhecimento e segundo o diretor até mesmo alguns sustos. Parece que não tem como ficar ruim não é?

Homem-Aranha no Aranhaverso e seus 40 minutos de prazer!

Também foi possível saber ainda mais sobre a nova animação, Homem-Aranha no Aranhaverso. Nessa nova produção, conhecemos mais sobre Miles Morales, um jovem do Brooklin que acaba sendo mordido por uma aranha radioativa e ganha os poderes do Homem-Aranha, mas de uma forma 2.0. O vilão da história, o Rei do Crime decide criar uma maquina de multi universos, onde quer trazer sua esposa e filhos para seu mundo, mesmo que isso arrisque a vida de todos.

Nós já assistimos ao filme, você pode conferir pelo link aqui. Mas foi passado para o publico pelo menos 40 minutos de filme, sendo eles os primeiros 30 minutos do filme, literalmente o inicio e depois mais dez minutos, onde vemos os aranhas de outros universos que foram puxados para o mundo de Miles. Conhecemos os clichês das histórias em quadrinhos que sempre escutamos, história da origem e como viraram os aranhas, de sempre de forma cômica, para realmente zoar esse mundo.

No inicio conhecemos Miles e seu mundo com um Homem-Aranha, a cena se inicia com Peter Parker contando sua história e até mesmo lembrando os filmes anteriores com Tobey Maguire – dando destaque principalmente para a cena de dança na rua do terceiro filme. Logo em seguida conhecemos Miles em casa com seu pai, um policial super correto e sua mãe meio porto-riquenha que trabalha como enfermeira e pega mais leve com seu filho, que só volta para casa aos finais de semana já que mora na escola no qual estuda. Temos um gostinho também de quem será nossa Gwen Stacy e seu papel importante para a história.

Homem-Aranha: Longe de Casa e a road trip pela Europa

Agora temos a voadora de alegria. Durante o painel que seria falado sobre o segundo filme do aranha, tivemos a aparição de Jacob Batalon, que faz o amigo de Peter no filme do teia. Nisso ele entrou no painel tranquilo e ao começar a falar seu telefone começou a tocar, onde quem estava do outro lado da linha é Tom Holland, nosso incrível Homem-Aranha. Jacob comenta que está no Brasil para o evento, lançando o filme, e então Tom aparece no palco que por “coincidente” também está lá! O público só conseguia levantar e aplaudir sem parar – mesmo que no final do dia, havia sido divulgada a aparição de Tom pela cidade, ninguém ainda tinha total certeza disso, até ele aparecer no palco gritando para a galera.

Eles começaram com uma entrevista bem descontraída, falando um pouco sobre como será passada a continuação e as consequência de seu filme anterior. E logo depois um papo rápido, a Sony brilhou fazendo o que quase ninguém faz; trouxe um trailer inédito, que seria mostrado apenas em seu painel no auditório Cinemark e que só seria lançado na internet daqui um tempo, então não iríamos sair de lá e já encontrar na internet – FINALMENTE alguém entendeu a palavra exclusivo em um evento desses.

Créditos: CCXP/ I Hate Flash

O trailer se inicia com Peter (Tom Hollando), tia May (Marisa Tomei) e Happy Hogan (Jon Favreau), que em uma conversa flerta com a tia May e deixa Peter meio constrangido e sem entender bem o que acontece. Vemos Peter arrumando as malas para uma viajem com sua escola, como se fosse uma viagem de formatura para a Europa, e ao arrumar as malas ele resolve deixar sua roupa de aranha em casa, na esperança de tirar umas férias com seus amigos, mesmo que sua tia diga que ele deve levar o uniforme.

Após chegar em Veneza, na Itália, Peter está em seu quarto de hotel com Ned, quando um dardo tranquilizante apaga seu amigo por alguns minutos e vemos atrás dele ninguém mais, ninguém menos do que Nick Fury (Samuel L. Jackson), que está ali para convocar Peter para uma missão por lá.

Vemos os novos trajes do herói, sendo eles o Stealth Suit e o clássico com as teias embaixo dos braços. Finalmente vemos Jake Gyllenhaal como Mistério, que está ali para ajudar o cabeça de teia contra o Homem-Hídrico, onde temos uma sequencia de muita porrada. Vemos o vilão surgir no meio do canal em Veneza, destruindo a cidade e trazendo caos para os habitantes, quando Homem-Aranha chega para lutar  vemos ao final Mistério aparecendo para dar uma mão. Podemos conferir o personagem com seu traje, mas faltando o capacete em formato de aquário, contudo ele não será esquecido no filme. E, pelo que podemos esperar em seu próximo longa, Peter irá enfrentar os Elementais; seres extra-dimensionais com poderes sobre elementos da natureza que foram expulsos de sua própria realidade e decidiram dominar a Terra há algumas eras. Dentre os integrantes do time estão Fogo do Inferno, Hidron, Magnum e Zefir.

Embora o trailer já tenha nos feito cair na emoção, a próxima surpresa foi melhor ainda. Com as luzes se apagando e uma fumaça verde surgindo do chão, aparece com uma luz nosso Mistério, Jake Gyllenhaal. Os fãs gritavam, se emocionavam e quase caiam no chão de alegria – e eu por ser fã, deixei aquela lágrima no canto de olho de muita alegria cair, afinal a Sony conseguiu trazer e esconder por tanto tempo, um ator tão fantástico e que TODOS amam.

Os três sentados no painel falaram sobre os bastidores, Stan Lee e ainda sobre a relação entre eles durante as gravações do longa. Eles falaram que foi super divertido produzir esse segundo filme e o que podemos esperar de Jake no longa. Homem-Aranha: Longe de Casa estreia em 4 de julho de 2019.

  • lucia

    A Sony é uma empresa incrível e com as melhores produções! Eu preciso comentar que eles fizeram, na minha opinião, a melhor animação de 2018. Eu adoro filmes de animação. Eu acho muito interessantes. Pedro Coelho é um filme excelente. É evidente que a produção teve cuidado com cada detalhe, desde o roteiro até a fotografia. Eu fiquei com vontade de assistir novamente, e felizmente achei no site da HBO as informações do filme. Eu acho que a trilha sonora é um fator importante para o filme, em especial as músicas que o filme tem são excelentes! Recomendo