Festival MIX Brasil terá pela primeira vez programação voltada para games independentes e diversidade

Pela primeira vez o Festival MIX Brasil de Cultura da Diversidade terá uma programação voltada para games. Batizada de BIG Diversity, a iniciativa é composta por uma pequena amostra de jogos independentes desenvolvidos no Brasil e na Holanda cujo tema é diversidade.

O projeto terá palestras sobre roteiro e construção de personagens LGBTI nos games, além da primeira game jam com a temática diversidade, que foi batizada de BIG Mix Jam [4] Diversity.

O BIG Diversity é uma parceria entre o Mix Brasil, o BIG Festival (maior festival de games independentes da América Latina), a Abragames (Associação Brasileira de Desenvolvedores de Jogos Digitais) e a fundação Games [4Diversity] da Holanda.

A ideia de levar os games para dentro do MIX Brasil surgiu em junho, durante o BIG Festival 2018, quando Menno van Pelt-Deen, um dos fundadores do Games [4 Diversity], da Holanda, veio ao Brasil para falar sobre um outro projeto dentro da programação do BIG Festival.

BIG Mix Jam [4] Diversity

O BIG Mix Jam [4] Diversity recebeu mais de cinquenta inscrições de desenvolvedores dispostos a participar da primeira Game Jam da Diversidade.

A atividade acontece durante 48 horas, entre os dias 16 e 17 de novembro e tem como objetivo a criação de jogos com o tema do Mix Brasil, PensoLogo(r)Existo.

A game jam será sediada na Escola Britânica de Artes Criativas, EBAC e conduzida por Eline Muijres, do Games [4Diversity], da Holanda.

No dia 17, às 20h, haverá a apresentação dos jogos desenvolvidos para especialistas da indústria brasileira de games.

BIG DIVERSITY: 1ª Mostra De Jogos Da Diversidade

A Mostra de Jogos da Diversidade é composta por 3 jogos desenvolvidos no Brasil finalistas do BIG Festival, e dois selecionados pelo Games [4 Diversity].

Dentre a produção brasileira, figuram Florescer, um game narrativo desenvolvido pelo estúdio PugCorn, em parceria com a Casa de Acolhida a Mulheres Transsexuais e Travestis. O jogo tem o objetivo de provocar a reflexão e causar empatia para com as pessoas trans, colocando o jogador no papel de uma adolescente trans e mostrando as dificuldades e os preconceitos presentes em seu cotidiano.

Dandara, da Long Hat House, traz uma figura histórica do Brasil, mas pouquíssimo conhecida, a guerreira Dandara, companheira de Zumbi dos Palmares no papel de uma super-heroína. O jogo é um dos games brasileiros que tem se destacado no mercado internacional e está disponível nas principais plataformas PS4, Xbox One, Switch, Android, iOS e Steam.

Por último, temos o UNSIGHTED, do Studio Pixel Punk, um jogo de ação e exploração ambientado em um universo cyberpunk, desenvolvido por duas mulheres trans e finalista nas categorias Melhor Jogo e Melhor Jogo Brasileiro do BIG Festival 2018.

Da Holanda, teremos pela primeira vez exposto no Brasil os games Herald (Wispfire) e Fragments of Him (Sassybot Studios), dois lindos e sensíveis jogos que trazem questões sobre empatia e injustiças, ambos vencedores de diversos prêmios internacionais.

MixLab

CINE GAME: do roteiro de cinema ao game é um dos temas do MixLab Spcine, encontro que visa o intercâmbio de experiências e relações profissionais, através de apresentações, palestras e debates. Arthur Protásio, roteirista da Fableware Narrative Design e da TV Globo, e Tiani Pixel, desenvolvedora de games e CEO Studio Pixel Punk, vão falar sobre como os games contam as histórias e como produzir roteiros para narrativas interativas que dialoguem com o audiovisual.

Veja a programação completa do 26 Festival Mix Brasil no site https://www.mixbrasil.org.br.

Serviço:
BIG MIX Jam 4Diversity- 1º GAME JAM da Diversidade
Onde: 
EBA, Rua Mourato Coelho 1404, Pinheiros, São Paulo
Horário: de 16 de novembro, às 10:00 a 17, às 20:00