Na categoria de Efeitos Visuais, Malasartes leva o Grande Prêmio do Cinema Brasileiro

Durante o Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, o longa “Malasartes e o Duelo com a Morte”, dirigido por Paulo Morelli e produzido pela O2 Filmes, venceu a categoria “Melhor Efeito Visual”. A  produção é de Andrea Barata Ribeiro, Bel Berlinck e Paulo Morelli.

A supervisão de Ricardo Bardal, o time de artistas da O2 Pós trabalhou por mais de dois anos no filme, considerada a produção com a maior quantidade de efeitos especiais da história do cinema nacional. Mais de 50% das cenas foram geradas por computação gráfica, em um trabalho que mobilizou cem artistas durante dois anos. Na premiação “Malasartes” concorreu com outros quatro longa-metragens na mesma categoria.

Nesta edição o Grande Prêmio do Cinema Brasileiro homenageou a atriz Fernanda Montenegro.