Resenha – Creed

Após 39 anos Rocky passa a tocha para Adonis Creed, filho de Apollo Creed. Uma das franquias mais duradouras do cinema, Rocky já passou por altos e baixos, com o primeiro longa faturando Oscar de melhor filme em 1976 e criando um ícone da cultura pop. As três sequências seguintes não mantiveram o mesmo nível (apesar de terem muitos fãs), até que em 2006 Stallone resolveu ressuscitar a franquia com Rocky Balboa, recriando boa parte da atmosfera do original e reconquistando fãs e críticos.

Em Creed, somos apresentados ao jovem Adonis, filho ilegítimo do maior rival de Rocky, que não teve a oportunidade de conhecer o pai – falecido antes de seu nascimento – tendo passado boa parte da infância em abrigos infantis até ser adotado por Mary Anne, viúva de Apollo. Com isso, pôde conhecer sobre o legado de seu pai e saber o que é ter uma mãe. Contudo, a luta está em seu sangue e, buscando o sonho de se tornar um lutador, ele deixa tudo para trás visando encontrar Rocky Balboa para treiná-lo.

creed movie 1

Essa é a premissa básica do longa, cujo grande mérito está na composição dos personagens. Tanto Adonis, quanto Rocky demonstram profundidade e tem suas próprias lutas a serem travadas, encontrando forças um no outro. Michael B. Jordan está impecável como Adonis Johnson Creed, o ator conseguiu deixar de lado o fatídico Quarteto Fantástico e demonstrou porque é considerado um dos mais promissores atores do momento. Entretanto, quem merece maior destaque é Sylvester Stallone, que rouba a cena sempre que aparece. A carga dramática que traz ao personagem e as sutilezas na interpretação surpreendem e com isso temos aquela que é provavelmente uma as melhores atuações da carreira do veterano astro dos filmes de ação.

Outro ponto em que esse filme se destaca é nas cenas de boxe. Posso dizer que já assisti minha parcela de filmes focados neste esporte, mas nada que chegasse perto disso. Algumas cenas parecem filmadas em um único take, sem utilizar edição, o que traz a sensação de estarmos ali no ringue. Os ângulos escolhidos e o jogo de câmera simulando a visão de Adonis trazem um elemento de realidade ímpar a esta produção.

creed movie 2

Meu único problema talvez seja com alguns elementos da estrutura do roteiro, que optam por seguir os clichês do gênero. Porém, isso não ocorre com tanta frequência e não chega a atrapalhar o desenvolvimento da trama. Creio que somente aqueles que assistem à muitos longas do gênero possam se incomodar com isso. Para quem é fã de Rocky este filme serve como uma verdadeira continuação e honra todos os elementos clássicos, servindo ainda como uma grande lição de vida e superação.

Enfim, Creed foi um filme que não criou muitas expectativas entre o público, mas promete agradar não só aos que acompanham a franquia Rocky, como também aos espectadores em geral. Outra coisa que vale a pena mencionar é que finalmente ficamos sabendo quem ganhou a luta entre Rocky e Apollo ao final do terceiro filme, o que é um bônus indispensável.

creed movie 3

 

 Ficha Técnica
Creed – 2015
Gênero: Drama
Direção: Ryan Coogler
Roteiro: Ryan Coogler, Aaron Covington e Sylvester Stallone
Elenco: Michael B. Jordan, Sylvester Stallone, Tessa Thompson, Phylicia Rashad e Tony Bellew.