Boicote da Marvel aos filmes dos X-Men e Quarteto Fantástico?

Há pouco mais de um mês surgiram rumores de que a Marvel teria planos de acabar com os X-Men e o Quarteto Fantástico nos quadrinhos, rumor corroborado por Rob Lifield (sempre ele e as polêmicas). A idéia seria cortar as pernas da Fox, que detém os direitos dos personagens no cinema, e assim diminuir o apelo dos mesmos para com o público. A Marvel estaria insatisfeita com o estúdio e suas produções, claro que grande parte dessa insatisfação viria do fato de que a Fox e não a Marvel está lucrando com essas adaptações (ainda mais após o grande sucesso de X-Men: Dias de um Futuro Esquecido). Sem revistas próprias, os personagens perderiam penetração na mente dos leitores e possíveis consumidores de produtos da franquia, como bonecos, adaptações ou prelúdios e seqüências em quadrinhos das histórias dos filmes. É interessante notar que a Marvel não fez qualquer tipo de divulgação de Dias de Um Futuro Esquecido, nem bonecos, nem HQs. O único produto relacionado lançado foi o um jogo para celulares que adapta a HQ de Chris Claremont e não o filme da Fox.

É importante salientar que os contratos de licenciamento entre Marvel e Fox são diferentes dos que a editora mantém com a Sony. No caso da franquia Homem-Aranha, a Sony somente possui licença para adaptar os personagens para as telonas, mas a Marvel mantém os direitos para produzir brinquedos e qualquer tipo de merchandising com o personagem, inclusive sua versão cinematográfica. Além disso, a empresa recuperou os direitos de adaptação para TV (é uma pena, pois com isso perdemos o ótimo desenho Spectacular Spider-Man e recebemos o aborto Ultimate Spider-Man).

Pois bem, é uma teoria da conspiração que, como todas, tem seus argumentos a favor, mas a quantidade de contras os supera em muito. Primeiro, vamos raciocinar sobre a possibilidade da Marvel matar os X-Men, será que até a editora tem ódio mutante? Li teorias de que a idéia por trás disso seria diminuir o papel dos mutantes no universo Marvel e substituí-los pelos Inumanos como grupo minoritário que sofre preconceito. Essa mudança também beneficiaria o Universo Cinematográfico que a Marvel vem sabiamente construindo. Devido aos direitos de todos os personagens relacionados aos X-Men estarem com a Fox, a Marvel fica impossibilitada de abordar em seus filmes qualquer coisa relacionada aos mutantes. Mas, numa sacada esperta da Casa das Idéias, nós veremos sim dois famosos personagens mutantes em Vingadores 2: Era de Ultron, porém com uma mudança que foi essencial para que eles pudessem utilizar os irmãos no longa. Como pudemos ver na cena pós-créditos de Capitão América 2: O Soldado Invernal, Pietro e Wanda (Mercúrio e Feiticeira Escarlate) terão sua origem alterada, os irmãos não serão mutantes, tendo seus poderes originados a partir da manipulação da energia do cetro de Loki. Ou seja, no Universo Cinematográfico Marvel não existem mutantes, pelos menos ainda não. Então a idéia seria fazer dos quadrinhos um reflexo disso. Mas será que isso faz algum sentido? Estaria a Marvel buscando mesmo essa maior coerência entre os universos das HQs e o Cinematográfico?

x-men2

Em conversa com o site Comic Book Resources, Axel Alonso abordou o assunto quando falou dos últimos anúncios da editora. Tudo começou com questionamentos sobre o porquê da Marvel tomar certas decisões com alguns personagens famosos, como aconteceu quando o Dr. Octopus assumiu o corpo de Peter em Superior Spider-Man. O site questionou se isso se dava porque a editora não tem os direitos de adaptação para o cinema dos personagens e busca então diferenciá-lo ao máximo da versão vista nas telonas. Claro que essa teoria não faz muito sentido, visto que a Marvel acaba de anunciar mudanças drásticas para outros personagens que ela possui completamente, como o Capitão América, Homem de Ferro e Thor.

Olha, o fato de possuirmos o direito do personagem para outras mídias pouco afeta o que fazemos no editorial. Nosso trabalho – meu trabalho – é contar histórias que vendam revistas. E nós queremos que todas nossas revistas vendam. Para toda a sociedade de fãs que acham que nós estamos tentando enterrar ou matar os X-Men, isso é loucura. Tem um motivo para Brian Michael Bendis estar escrevendo All-New X-Men. Tem um motivo para nós estarmos fazendo A Morte de Wolverine e promovendo. Porque nós queremos que eles vendam. É importante que nós mantenhamos e façamos crescer a popularidade de personagens que já são populares, e que nós elevemos personagens que nós queremos que sejam populares, como Guardiões da Galáxia, Homem-Formiga, Inumanos e Doutor Estranho.

Quando questionado sobre os fãs não esperarem que a Marvel fizesse mudanças tão drásticas com o Capitão, Homem de Ferro e Thor tão perto do lançamento de Vingadores 2: Era de Ultron, Alonso respondeu:

Sem dúvida alguma. Na minha primeira reunião como Editor Chefe da Marvel, aquela que deu origem a Vingadores vs. X-Men, nós consideramos seriamente matar os Vingadores, tirando-os completamente de cena. Algumas pessoas argumentaram arduamente a favor disso – eu não fui uma delas! [risos] – e nós estávamos falando sobre um evento que aconteceria durante o período de lançamento de Os Vingadores no cinema. Claro que essa idéia acabou não ganhando – graças a Deus! – mas era uma possibilidade.

vingadores

Outro que desmentiu esses boatos foi Nick Lowe. No último domingo, 27 de Julho, durante um painel na Comic Con em San Diego, quando questionado sobre o assunto, Lowe afirmou que tudo não passa de coincidência e que veremos muitas novidades sobre os X-Men no ano que vem, após a saga AXIS. Ele afirmou que não haverá cancelamento algum e corroborou a opinião de Alonso de que não faz sentido colocar artistas talentosos em revistas que a Marvel pretende cancelar. Ele afirmou categoricamente que “é tudo falso.”

Está aí. Duvido muito que esteja nos planos da Marvel matar os X-Men. Pelo menos não pelos motivos levantados nessas teorias envolvendo os direitos dos personagens com a Fox. Acredito sim que, assim como a editora já considerou matar os Vingadores, ela possa no futuro decidir matar os mutantes, com o simples intuito de vender mais com um mega evento bombástico. Não seria novidade alguma, matar personagens é um recurso que já foi muito explorado nas HQs, e nós sabemos que eles vão e voltam. Mas reparem que, desde o início da matéria, o Quarteto não foi mais citado. Coincidência ou não, sempre quando questionados sobre os supostos cancelamentos, a Marvel mencionou apenas os X-Men, ignorando completamente o Quarteto Fantástico. Parece que, de alguma forma, a Fox pode perder um pouco nessa jogada.

De qualquer forma, a Marvel parece não buscar paridade entre suas linhas de HQ e filmes, vendo cada coisa como produtos separados e independentes, já que parece disposta a apostar em mudanças drásticas nos seus personagens e times principais, mesmo que estes estrelem filmes que estão próximos do lançamento. É uma postura corajosa da empresa, não que eu concorde muito com essas sagas em que mata-se um personagem só para vender mais por um tempo e, daqui a alguns meses, ele está de volta. Ou pior ainda, quando o herói ganha um novo alter-ego ou sofre uma mudança de personalidade, ou até mesmo tem sua mente controlada (alguém falou Homem-Aranha?). As idéias esdrúxulas que editores e roteiristas já tiveram para alavancar vendas são muitas, mas, para mim, o que vende HQs são boas histórias, com seus personagens de sempre mesmo.